Professora Roseli

Minha foto
Itaquaquecetuba, São Paulo, Brazil

quinta-feira, 6 de novembro de 2014

Fica a Dica - A Corrente do Bem - Progressão Geométrica

O professor de Estudos Sociais da 7ª série Eugene Simonet sugere que os alunos, como um trabalho, pensem num modo de mudar o mundo. E eles devem colocar isso em prática. O professor faz isso sem esperar muito dos alunos, já que aplica o trabalho todos os anos e nenhuma grande ideia havia surgido até então. Porém, desta vez, o garoto Trevor Mckinney resolve levar o trabalho a sério . Ele crê ser possível mudar o mundo a partir da ação voluntária de cada um. Aos 11 anos, ele mora num bairro de classe operária de Las Vegas com a mãe, Arlene que trabalha à noite como garçonete numa boate de strip tease, de dia, num cassino, e tem pouco tempo para ele. O pai é ausente e quando aparece é para trazer problemas.

Para o trabalho proposto, o seu professor Trevor cria a corrente do bem. A ideia é baseada em três premissas: fazer por alguém algo que este não pode fazer por si mesmo - fazer isso para três pessoas; e cada pessoa ajudada fazer isso por outras três. Assim, a corrente cresceria em progressão geométrica: de três para nove, daí para 27 e assim sucessivamente. Sem que Trevor saiba, a concepção da corrente do bem, iniciada em Las Vegas, está se espalhando pelos Estados Unidos.

O trecho aqui disponibilizado retrata o momento em que Trevor expõem a sua ideia ao professor e aos colegas de classe. O trecho permite trabalhar com o conceito de progressão geométrica.

Ficha técnica: (Pay It Forward), Drama, EUA, 2000, 122 min, COR. Direção: Mimi Leder

Palavras-chave: Sequências numéricas. Progressões Geométricas.



video





Fonte: http://www.matematica.seed.pr.gov.br/modules/video/showVideo.php?video=12092




Neste link, vocês encontram atividades prontas de algumas avaliações de instituições importantes.


terça-feira, 27 de maio de 2014

Fica a Dica- Sequencia Didática


Resolver situações problemas com as quatro operações fundamentais

ü  Objetivo:
Desenvolver junto ao educando situações problemas envolvendo as quatro operações matemáticas de forma a desenvolver o potencial ao que se refere a problemas em diferentes contextos.

ü  Conteúdos:
As quatro operações fundamentais, números inteiros, decimais e resolução de problemas.

ü  Ano/ série:
7º ano/ 6ª série

ü  Tempo estimado:
Duas horas aulas

ü  Material necessário:
Lápis, caderno e borracha.

ü  Desenvolvimento:
1º momento: Leitura inicial
Trecho do livro: Os Problemas da família Gorgonzola
Neste momento será feita a leitura pelo professor.

2º momento: Roda de conversa
O educando será questionado sobre a matemática no cotidiano, como:
Em quais momentos utilizamos a matemática no nosso dia a dia?

3º momento:
O professor irá propor que formem duplas e entregará atividades contendo cinco situações problemas envolvendo as quatro operações.

4º momento: socialização
As dublas deverão socializar as respostas encontradas e as estratégias usadas.

ü  Avaliação
Ao final o professor avaliará o processo, não somente a atividade, levando em conta as diferentes estratégias dos estudantes.
 ___________________________________________

Situações Problemas

___________________________________________

 A cada 2 horas, o Brasil produz 240 toneladas de lixo. Imaginando que fosse possível armazenar todo esse lixo em sacos caseiros, quantos sacos de 40 kg seriam necessários para armazenar essa montanha de lixo produzida em apenas 1 dia?
a) 48.000.
b) 72.000.
c) 144.000.
d) 960.000.
_______________________________________
Juquinha foi alertado pelo médico que o intervalo de tempo entre duas doses do consecutivas do medicamento que ele estava tomando devia ser sempre o mesmo, conforme apresentado na tabela abaixo;
Assim, o valor omitido na tabela, representado pelo símbolo *, é igual a
a) 7.
b) 8.
c) 9.
d) 10.
________________________________________

O gráfico abaixo traz informações relativas aos países “campeões de fumaça”, de acordo com a quantidade de poluentes lançados no ar.
Quantas vezes os Estados Unidos (EUA) lançam mais poluentes na atmosfera do que
a índia?
a) 6 vezes aproximadamente.
b) 3 vezes aproximadamente.
c) 2 vezes aproximadamente.
d) 1 vez aproximadamente.
____________________________________________


segunda-feira, 19 de maio de 2014

Fica a Dica - Frações para 6º ano



Que tal jogar um porquinho com seus alunos?


Assim eles aprendem brincando!


Clique aqui e divirta-se!






Crônica

O sucesso da Mala


Respiro ofegante. Trago nas mãos uma pequena mala e uma agenda tinindo de nova. É meu primeiro dia de aula. Venho substituir uma professora que teve que se ausentar "por motivo de força maior". Entro timidamente na sala dos professores e sou encarada por todos. Uma das colegas, tentando me deixar mais à vontade, pergunta:
- É você que veio substituir a Edith?
- Sim - respondo num fio de voz.
- Fala forte, querida, caso contrário vai ser tragada pelos alunos - e morre de rir.
- Ela nem imagina o que a espera, não é mesmo? - e a equipe toda se diverte com a minha cara.
Convidada a me sentar, aceito para não parecer antipática. Eles continuam a conversar como se eu não estivesse ali. Até que, finalmente, toca o sinal. É hora de começar a aula. Pego meu material e percebo que me olham curiosos para saber o que tenho dentro da mala. Antes que me perguntem, acelero o passo e sigo para a sala de aula. Entro e vejo um montão de olhinhos curiosos a me analisar que, em seguida, se voltam para a maleta. Eu a coloco em cima da mesa e a abro sem deixar que vejam o que há lá dentro.
- O que tem aí, professora?
- Em breve vocês saberão.
No fim do dia, fecho a mala, junto minhas coisas e saio. No dia seguinte, me comporto da mesma maneira, e no outro e no noutro... As aulas correm bem e sinto que conquistei a classe, que participa com muito interesse. Os professores já não me encaram. A mala, porém, continua sendo alvo de olhares curiosos.
Chego à escola no meu último dia de aula. A titular da turma voltará na semana seguinte. Na sala dos professores ouço a pergunta guardada há tantos dias:
- Afinal, o que você guarda de tão mágico dentro dessa mala que conseguiu modificar a sala em tão pouco tempo?
- Podem olhar - respondo, abrindo o fecho.
- Mas não tem nada aí! - comentam.
- O essencial é invisível aos olhos. Aqui guardo o meu melhor.
Todos ficam me olhando. Parecem estar pensando no que eu disse. Pego meu material, me despeço e saio.




terça-feira, 6 de maio de 2014

DIA DA MATEMÁTICA

 No dia 06 de maio de 1895 nasceu Júlio César de Melo e Souza, mais conhecido como Malba Tahan. Escritor e professor de Matemática, ele é autor de inúmeras obras literária.
Em referência a Júlio Cesar de Melo e Souza, o Dia Nacional da Matemática é comemorado em 6 de maio, de acordo com uma lei aprovada pelo Congresso Nacional no ano de 2004, no intuito de divulgar a ciência como uma importante ferramenta de trabalho humano.
Nesse dia, os matemáticos ligados à área da educação devem promover dinâmicas, com o objetivo de divulgação da data comemorativa, bem como demonstrar que a Matemática é definitivamente importante na evolução da sociedade, visto que seu próprio crescimento ocorreu de acordo com o processo de modernização regido pelas ações humanas ao longo do tempo.

quarta-feira, 16 de abril de 2014

O.T. Dia da Matemática


Orientação Técnica realizada no dia 10/04 na Diretoria de Ensino de Itaquaquecetuba pela equipe de Matemática.
O tema foi abordado da seguinte forma:
                    ü    Leitura Inicial - Os problemas da Família Gorgonzola.
                   ü    Justificativa a que se refere ao dia da Matemática.
                   ü    Algumas obras de Malba Tahan.
                   ü    Quebrando Paradigmas
                   ü    Agrupamento: Atividades desenvolvidas com trechos do Livro " Os problemas da família Gorgonzola"
                   ü    Socialização
                   ü    Interação com os jogos; narrativa "Os Três porquinhos matematicando" e a "Defesa do Lobo Mau "


quarta-feira, 12 de março de 2014

Portal da matemática e Educação

Neste portal encontra-se materiais como vídeo aulas, exercícios resolvidos e materiais interativos para enriquecer as aulas.

gif carinha com mãozinha acenando para baixo anima

 Portal da Matemática



E para quem quer juntar prática e teoria, aqui está uma boa dica!


                                                                  gif carinha com mãozinha acenando para baixo anima

                                                  Ministério da Educação

quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

TV Escola

Dica: MATEMÁTICA EM TODA PARTE


O Portal da TV Escola disponibiliza para você a série Matemática em Toda Parte. São doze episódios que mostram a presença de importantes conceitos matemáticos em nosso dia a dia, a partir de atividades sugeridas pelo professor Bigode.

matemática na cozinha 

matemática na arte 

matemática na feira 

matemática na escola 

matemática no futebol 

matemática na música

matemática no parque 

matemática no transporte 

matemática na construção 

matemática nas finanças 

matemática na comunicação 

matemática no sítio



A força da linguagem audiovisual está em que consegue dizer muito mais do que captamos, chegar simultaneamente por muito mais caminhos do que conscientemente percebemos, e encontra dentro de nós uma repercussão em imagens básicas, centrais, simbólicas, arquetípicas, com as quais nos identificamos, ou que se relacionam conosco de alguma forma (Gutierrez, 1978). 




A História do Número 1

O herói desta história é um mestre na arte do disfarce. Para algumas pessoas ele apareceu em forma de cunha, para outras como um cone. Mas independente da forma que assumiu, ele sempre foi o numero "1". Sua história é a nossa história. É uma história de lutas, de sabedoria, de filosofia. Uma história sobre as origens dos números. Nós veremos como o "1" ajudou a criar as primeiras cidades, como ajudou a construir impérios, e como inspirou as mentes mais brilhantes da história. Também conheceremos sua participação no modo de funcionamento do dinheiro. Por fim veremos como o "1" se associou ao "0" para dominar o mundo em que vivemos hoje. O mundo digital que funciona com "1"s e "0"s.






A Historia dos Números